domingo, outubro 12, 2008

Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar. Mas não podem privatizar o que só à humanidade pertence, grita Brecht.

Privatizado

Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar.
É da empresa privada o seu passo em frente,
seu pão e seu salário.
E agora não contente querem privatizar o conhecimento, a sabedoria, o pensamento, que só à humanidade pertence.

Bertolt Brecht

(1898-1956)

Mais sobre Bertolt Brecht em

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bertolt_Brecht



Um comentário:

Tuany. disse...

Adorei! Esse ainda não tinha lido... Tão atual suas palavras. Me assusto como o contexto histórico nunca se modifica; bate até uma certa tristeza...