segunda-feira, outubro 13, 2008

Para Quintana, nada mais triste do que uma boneca morta ou um vestido de noiva numa casa de penhores. E não encontrar rimas quando se escreve versos.


Um poema?


No mundo não há nada mais triste do que uma boneca morta...
Talvez porque sua mãezinha tenha morrido de parto!
Ou encontrar um vestido de noiva numa casa de penhores
ou começar cheio de rimas quando se escreve em prosa
Ou não encontrar rimas quando se escreve em versos
(Também, quem me mandou escrever clássico?!)
Bendita seja a Isadora Duncan que inventou o verso livre da dança!
Só não sei,
Mesmo,
o que eu queria dizer com tudo isso...

Mario Quintana
(1906-1994)

Mais sobre Mario Quintana em
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A1rio_Quintana

Um comentário:

Finim disse...

Estou postando poemas em meu blog, recém criado, fácil de acessar, leitura nada cansativa!

^^
Agora me deu uma angustiazinha, será que me fugirão as rimas?!
rsrs

Abraços.