sexta-feira, agosto 15, 2008

Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá, não permita Deus que eu morra, sem que eu volte para lá. Gonçalves Dias e o seu legado para todos nós.


Canção de Exílio

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.
Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar - sozinho, à noite -
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Gonçalves Dias

(1823-1864)

Mais sobre Gonçalves Dias em

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gon%C3%A7alves_Dias


3 comentários:

RAFAELLA disse...

super lindo o poema!!!!!!!!!!!!!!!!

simplesmentelady disse...

minha primeira poesia...recitei no colegio...
ah bela e doce lembrança!!

lady dell

Anônimo disse...

Um dos melhores poemas já escritos!
Parabens a gonçalves dias (pena que esta morto mais nos deixou lindas lembranças)!!!!