quinta-feira, agosto 14, 2008

Meu coração que voava ficou surpreso e meu corpo retoma o que sempre fingiu ser. Ficamos à espera, minha vida e eu, que voltes, pede Lya Luft.


Canção com parênteses


Meu coração que voava
Ficou surpreso
A boca se fechou, a música
Descaiu num tom menor
Meu corpo que retornava
Ao que nunca tinha sido
(senão em nostalgia)
retoma o que sempre fingiu ser.

Ficamos à espera, minha vida e eu
(sem amargura mas desconcertadas)
de que apagues os parêntesis
e voltes, e te permitas
as ternuras, o encanto, as surpresas
que iluminava( como os meus)
teus próprios dias

Lya Luft

Mais sobre Lya Luft em

2 comentários:

Anônimo disse...

tem um acento ao contrário aqui...erro...de digitação.

Editor do Poemblog disse...

Anônimo,
Muito obrigado pela colaboração. Sem contribuições como a sua seria impossível manter o nível de qualidade do Poemblog. Mais uma vez, muito obrigado.