sábado, agosto 09, 2008

De Hilda Hilst & Zeca Baleiro, na voz de Rita Ribeiro, "Ode Descontínua e Remota, para Flauta e Oboé, de Ariana para Dionísio, Canção I".



Link para download do poema no canal do Poemblog no Divshare:
http://www.divshare.com/download/5135531-67c


Canção I


É bom que seja assim, Dionísio, que não venhas.
Voz e vento apenas
Das coisas do lá fora
E sozinha supor
Que se estivesses dentro

Essa voz importante e esse vento
Das ramagens de fora

Eu jamais ouviria. Atento
Meu ouvido escutaria
O sumo do teu canto.
Que não venhas, Dionísio.

Porque é melhor sonhar tua rudeza
E sorver reconquista a cada noite
Pensando: amanhã sim, virá.
E o tempo de amanhã será riqueza:
A cada noite, eu Ariana, preparando
Aroma e corpo. E o verso a cada noite
Se fazendo de tua sábia ausência.

Hilda Hilst

(1930-2004)

Mais sobre Hilda Hilst em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hilda_Hilst


Um comentário:

viviane disse...

Eu tenho esse CD. Ele é maravilhoso do começo ao fim.