sexta-feira, abril 25, 2008

3 comentários:

***ALICE*** disse...

Lindo, delicado e adorável Manuel.

Talles azigon disse...

caro esse poema é do própia chagal, o Bandeira o traduziu sou fã do Bandeira.

abraços

JOSE ANTONIO LEAO RAMOS disse...

Talles,
você tem toda razão, o poema é de Chagall, apenas traduzido por Bandeira, como verificamos em "Manuel Bandeira, Poesia Completa e Prosa",
Quinta Edição, 2009, pg.388., Editora Nova Aguillar.
Erramos, e por isso mesmo, estamos deletando a postagem, ficado apenas o seu comentário e o reconhecimento do nosso erro.
É para leitores como você que fazemos o Poemblog, uma tentativa, entre erros e acertos, de divulgar a Poesia.
Muito obrigado pela sua colaboração.

Abraços,
O Editor