quinta-feira, julho 03, 2008

Quando o momento da morte vier, trarei nos lábios um sorriso bem satisfeito. Porque já chega de sofrimento, não posso mais, diz Augusto Schmidt.


Não posso mais


Trarei nos lábios, quando o momento
Da morte vier,
Um bom sorriso bem satisfeito –
Porque já chega de sofrimento,
Não posso mais.

Trarei no olhos, quando o momento
Da morte vier,
Outra alegria e outro interesse –
Porque já chega deste momento,
Não posso mais.

Trarei no peito, quando o momento
Da morte vier,
Outra bondade e outro carinho –
Porque já chega de tanto espinho,
Não posso mais.

Que a morte venha consoladora,
Que a espero agora sem vão temor –
Basta de tantos sonhos humanos
Que se transformam em desenganos,
Não posso mais.


Augusto Frederico Schmidt

(1906-1965)

Mais sobre Augusto Frederico Schimdt em

http://pt.wikipedia.org/wiki/Augusto_Frederico_Schmidt

Um comentário:

Alice disse...

Eu também não posso mais, caro Augusto, 'já chega de tanto espinho' ...