sábado, março 27, 2010

Ricardo Reis não quer recordar-se nem conhecer-se. Para ele, melhor vida é a vida que dura sem medir-se


Não quero


Não quero recordar nem conhecer-me,
Somos demais se olhamos em quem somos.
Ignorar que vivemos
Cumpre bastante a vida.

Tanto quanto vivemos, vive a hora
Em que vivemos, igualmente morta
Quando passa conosco,
Que passamos com ela.

Se sabê-lo não serve de sabê-lo
(Pois sem poder que vale conhecermos?)
Melhor vida é a vida
Que dura sem medir-se.

Ricardo Reis, um dos heterônimos de

Fernando Pessoa
(1888-1935)

Mais sobre Fernando Pessoa em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fernando_Pessoa

Um comentário:

confetes disse...

"tudo vale a pena se a alma não é pequena".

Os versos de um heterônimo - ou de um Pessoa - contradiz o outro, naturalmente...