terça-feira, dezembro 23, 2008

Poema de Natal, por Vinicius de Moraes. Para isso fomos feitos: para lembrar e ser lembrados.



Link para download deste vídeo no canal do Poemblog no Google Vídeo:
http://video.google.com/videoplay?docid=7301380705718940929

Poema de Natal

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados,
Para chorar e fazer chorar,
Para enterrar os nossos mortos -
Por isso temos braços longos para os adeuses,
Mãos para colher o que foi dado,
Dedos para cavar a terra.
Assim será a nossa vida;
Uma tarde sempre a esquecer,
Uma estrela a se apagar na treva,
Um caminho entre dois túmulos -
Por isso precisamos velar,
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito que dizer:
Uma canção sobre um berço,
Um verso, talvez, de amor,
Uma prece por quem se vai -
Mas que essa hora não esqueça
E que por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre,
Para a participação da poesia,
Para ver a face da morte -
De repente, nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte apenas
Nascemos, imensamente.

Vinícius de Moraes

(1913-1980)

Mais sobre Vinícius de Moraes em

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vin%C3%ADcius_de_Moraes

3 comentários:

cristinasiqueira disse...

Oi Jose Antonio

Que maravilhoso presente de natal esta belíssima hora de Vinícius.
Visitar seu blog é aconchego,carícia,pausa,intimidade.
Feliz Natal

Ternura,

Cris

veroca disse...

Que lindo poema ,versos tao encantados..... poemas em dia de natal e uma bençao para nossos coraçoes!!!!!!!!!

veroca disse...

que lindo poema em noite de natal... meu coraçao esta em festa!!!Vera