quarta-feira, maio 11, 2011

Debaixo da escrita de Affonso Romano há sangue em lugar de tinta. E alguém calado que grita.


O duplo

Debaixo da minha mesa
tem sempre um cão faminto
- que me alimenta a tristeza.

Dabaixo da minha cama
tem sempre um fantasma vivo
- que perturba quem me ama.

Debaixo de minha pele
alguém me olha esquisito
- pensando que eu sou ele.

Debaixo de minha escrita
há sangue em lugar de tinta
- e alguém calado que grita.

Affonso Romano de Sant'Anna
(1937)

Mais sobre Affonso Romano de Sant'Anna em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Affonso_Romano_de_Sant%27Anna

Um comentário:

VerMent* disse...

Não conhecia esse autor. Muito bom!