terça-feira, fevereiro 26, 2008

Cora Coralina era tão pequena quando seu pai se foi com sua toga de Juiz. E ela ficou sempre pequenina na falta que ele lhe fez.


Meu Pai


Meu pai se foi com sua toga de Juiz.
Nem sei quem lhe vestiu.
Eu era tão pequena,
mal nascida.
Ninguém me predizia - vida.

Nada lhe dei nas mãos.
Nem um beijo,
uma oração, um triste ai.
Eu era tão pequena! ...
E fiquei sempre pequenina na grande
falta que me fez meu pai.

Cora Coralina
(1889-1985)

Mais sobre Cora Coralina em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cora_Coralina

Um comentário:

mariana disse...

Eu amo a cora coralina tudo que nos temos que fazer na escola tem que ser sobre ela e muito bom bom demais da conta